sábado, 4 de maio de 2013



E eu gosto mesmo é da liberdade que me cerca. Das pessoas simples, que sabem tratar bem aquelas pessoas que não podem lhes trazer benefício algum. Gosto de gente que olha nos olhos quando a outra fala. Gosto de correr descalça na chuva, de me enfeitar com flores. De ouvir musica caipira e me sentir a vontade. Não vou pelos outros, não sigo modelos não finjo ser alguém que a minha alma jamais aceitaria que eu fosse. Meu mundo eu faço e eu me gosto assim. Pra que ser igual aos outros? Os outros já existem!